Análise do Filme: Segunda-Feira ao Sol - v. 08

R$ 19,90

Numa pequena cidade industrial ao norte da Espanha, na região da Galicia, um grupo de amigos, ex-operários metalúrgicos da indústria naval (Santa, José, Lino e Amador), se reúne no Bar Naval, pequeno bar de outro ex-operário (Rico), onde conversam e compartilham frustrações e esperanças. Na verdade, em torno do Bar Naval gravitam as narrativas dramáticas destes homens, vítimas do desemprego de longa duração, que giram, como astros excêntricos, no “sistema solar” do capital. Um dos principais personagens é Santa (interpretado por Javier Barden), homem solitário, apesar de sociável e de espírito solidário. É ex-liderança sindical de base, de personalidade marcante, organizador nato, “intelectual orgânico” de um coletivo de trabalho desestruturado pela reestruturação produtiva do capital. O estaleiro naval em que trabalhavam (estaleiro Aurora) foi adquirido (e desativado) por investidores coreanos, que pretendem construir no local, um hotel turístico de alto luxo. O diretor Fernando Leon de Aranoa, expõe com lirismo, humor e angústia, a fenomenologia da tragédia social (e pessoal) do desemprego. Estamos diante de uma narrativa singela, mas complexa; de múltiplos significados metafóricos, a partir dos quais podemos apreender nexos singulares (e particulares) da sociabilidade estranhada do capital.

 

Informações adicionais

Autor Giovanni Alves
Acabamento CD-Rom
ISBN 978-85-7917-118-5
Ano de Publicação 2010
Edição 1
Sobre o autor Professor livre-docente de sociologia da UNESP - Campus de Marília, pesquisador do CNPq. Líder do Grupo de Pesquisa “Estudos da Globalização”, coordenador-geral da Rede de Estudo do Trabalho (www.estudosdotrabalho.org), projeto “Núcleo de Estudos da Globalização” (http://globalization.cjb.net) e do projeto de Extensão Tela Crítica (www.telacritica.org)
• Prazo para postagem:
• Código do produto: 401CEA
• Quantidade mínima: 1
Veja também