Análise do Filme: Metrópolis - v. 02

R$ 19,90

Em “Metropólis”, filme clássico de Fritz Lang (Alemanha, 1927), existe um sentido premonitório da civilização da modernidade-máquina e de sua expansividade irremediável. Quando dizemos modernidade-máquina, dizemos máquina-capital, baseada em relações sociais de exploração da força de trabalho e formas de sociabilidade estranhadas (ideologia, Estado político, organizações burocráticas e trabalho como atividade exclusiva). Apesar de “Metropólis” ser de 1927, ele consegue explicitar, através de sua narrativa, permeada de geniais imagens-metáforas, tendências sociais e políticas que iriam imprimir sua marca no capitalismo do século XX. É por isso que se tornou, não apenas um filme clássico, mas um film cult do cinema mundial, tão controverso quanto, por exemplo, “2001 – Uma Odisséia no Espaço”, de Stanley Kubrick. A capacidade de expansividade da modernidade-máquina (que é a modernidade do capital) estava presente desde os primórdios do capitalismo industrial. Desde que surgiu, a máquina capitalista continha a ameaça de impregnar a vida social com sua racionalidade tecnológica. A tecnologia é não apenas técnica, mas forma social. Por isso, a denominamos de máquina-capital, onde capital é a forma de controle do metabolismo social. A capacidade de expansivadade da tecnologia vincula-se, por um lado, à condição ineliminável da técnica como mediação do intercâmbio orgânico entre o homem e a natureza. E, por outro lado, à forma social da técnica. O que denominamos de tecnologia é a forma social da técnica na civilização do capital. E o capital é uma “forma incontrolável de controle sócio-metabólico”, como diria I. Meszáros.

 

Informações adicionais

Autor Giovanni Alves
Acabamento CD-Rom
ISBN 978-85-7917-088-1
Ano de Publicação 2010
Edição 1
Sobre o autor Professor livre-docente de sociologia da UNESP - Campus de Marília, pesquisador do CNPq. Líder do Grupo de Pesquisa “Estudos da Globalização”, coordenador-geral da Rede de Estudo do Trabalho (www.estudosdotrabalho.org), projeto “Núcleo de Estudos da Globalização” (http://globalization.cjb.net) e do projeto de Extensão Tela Crítica (www.telacritica.org)
• Prazo para postagem:
• Código do produto: 401C28
• Quantidade mínima: 1
Veja também